Plano de saúde empresarial: saiba como funciona essa cobertura

plano de saúde empresarial

O plano de saúde empresarial é um tipo de benefício que atende tanto os colaboradores, quanto a empresa. 

Se para os profissionais esse seguro representa tranquilidade e segurança, para a gestão ela significa uma resposta muito mais motivada por parte das equipes. Consequentemente, o desempenho geral e a produtividade têm expressiva melhora.

Considerando que os benefícios relacionados à saúde são os mais desejados pelos profissionais atualmente, se sua empresa ainda não investe nele é interessante colocar essa possibilidade no radar.

Aqui vamos explicar melhor como funciona o plano de saúde empresarial, então se você quer saber mais sobre ele, continue lendo!

Como funciona o plano de saúde empresarial?

O plano de saúde empresarial é um benefício que garante a cobertura dos colaboradores da empresa, atendendo a sócios, funcionários e seus respectivos dependentes. 

Colaboradores aposentados, sócios e outros indivíduos também podem ter direito, mas isso depende muito da negociação do acordo, sendo um aspecto que varia em cada caso.

De qualquer forma, é importante reforçar que pessoas não vinculadas à empresa não poderão fazer parte do plano, sendo passível de multa.

O benefício do plano de saúde pode ser total (quando a empresa paga por todos os custos) ou parcial (quando os valores são divididos com o colaborador, que tem um desconto em sua folha de pagamento). 

Consequentemente, as empresas que desejam oferecer ou já oferecem plano de saúde empresarial para seus funcionários e sócios deverão sempre informar à contabilidade.

Feito isso, os gestores passam a ter como responsabilidade o envio mensal ao contador do relatório com os descontos do plano de saúde, inclusive os valores relativos a cada dependente.

O que o plano de saúde empresarial cobre?

A cobertura do um plano de saúde empresarial  funciona da mesma forma que os convênios tradicionais para pessoas físicas. De forma geral, com ele é possível ter acesso a:

  • Consultas;
  • Exames;
  • Tratamentos.

É claro que esses serviços podem sofrer variações de um plano para outro, pois essa é a cobertura básica e obrigatória segundo o site da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar). Internações, próteses e procedimentos mais complexos podem ser incluídos, por isso é importante negociar e ter bastante atenção ao contrato.

Esse aspecto também depende muito do tipo de plano escolhido, que pode ser:

  • De referência: o convênio mais completo e com consultas básicas, exames, tratamentos, internações, cirurgias, atendimento obstétrico e também de emergência;
  • Ambulatorial: uma versão mais compacta do plano de referência, que inclui consultas e algumas internações mais rápidas;
  • Hospitalar: um plano hospitalar completo, com direito a internações e cirurgias;
  • Hospitalar obstétrico: conta ainda com todo o atendimento especializado da área obstétrica;
  • Odontológico: geralmente é feito à parte, cobrindo quaisquer procedimentos de caráter odontológico.

Como funciona a carência desse plano?

O período de carência corresponde ao tempo que o paciente precisa aguardar para ser atendido pelo plano de saúde após contratá-lo.

Da mesma forma como acontece com os planos tradicionais, também há um período de carência determinado para que seja liberada a utilização de alguns serviços no caso dos planos corporativos. 

Considerando que também podem variar de um acordo para outro, eis o que dizem as normas da ANS sobre os prazos para cada tipo de serviço: 

  • 300 dias para partos;
  • 180 dias para procedimentos terapêuticos, exames complexos, cirurgias e internações;
  • 30 dias para consultas e exames básicos;
  • 24 horas para urgências e emergências.

Essas são as determinações gerais, principalmente para empresas com um corpo de funcionários de no máximo 30 pessoas. Para empresas maiores, isso tudo acaba sendo negociado.

Por que investir no plano de saúde empresarial?

A contratação de um plano de saúde empresarial, como já mencionamos, é vantajosa para ambos os lados. Mas se você ainda tem dúvidas se realmente vale a pena, listamos aqui alguns dos principais benefícios:

Redução de impostos a pagar

Empresário e colaboradores podem utilizar o plano de saúde empresarial na declaração de Imposto de Renda, fazendo um desconto direto e reduzindo o valor das taxas.

Redução das taxas de absenteísmo

Ao contar com um atendimento médico de qualidade, os funcionários não precisarão faltar ao trabalho tantas vezes.

As faltas constantes interrompem o ritmo de trabalho e impactam na produtividade, por isso é tão importante cuidar da saúde do colaborador.

Valorização das equipes

Por receber um bom atendimento e cuidar melhor da saúde, os profissionais terão mais disposição e se sentirão mais valorizados pela empresa. 

Ao demonstrar que se importa com o bem-estar das equipes, a empresa é recompensada com um clima organizacional muito mais leve, proativo e com um profundo sentimento de respeito pela gestão.

Agora que você já sabe mais sobre o plano de saúde empresarial, confira ainda quais os tipos de seguro mais indicados para você empresário.

Gostou dessa Publicação?

Compartilhar no facebook
Compartilhe no Facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhe no Twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhe no Linkdin
Compartilhar no pinterest
Compartilhe no Pinterest

Deixe um comentário