Seguro empresarial, é realmente necessário?

O que é o seguro empresarial?

O seguro empresarial é uma modalidade de seguro que visa a proteção da empresa contra diversos tipos de riscos. Estes riscos podem ter diversas origens, mas sempre o mesmo fim: o prejuízo para o empresário. Tal prejuízo pode ser causado por roubo, incêndio, fenômeno da natureza etc. Em um único seguro, o empresário pode proteger sua empresa de diversos tipos de riscos. Ele serve para proteger o patrimônio da empresa, que envolve geralmente os móveis, equipamentos, utensílios,máquinas, veículos etc. Sejam eles de uma empresa comercial, prestadora de serviços ou industrial. O que pode variar é o porte da empresa, mas mesmo assim ela pode ser atendida pelo seguro empresarial. O empresário pode escolher vários tipos de seguro e montar uma apólice personalizada, que atenda às suas necessidades e proteja sua empresa de riscos imprevisíveis. Assim, o empresário fica tranquilo para pensar estratégias de negócio, mercado e gerir o seu negócio.

Importância do seguro empresarial

O seguro empresarial é fundamental para manter o seu negócio a salvo. Em um mercado tão competitivo como o de hoje, em que as empresas gastam muitos milhões em investimento, não seria nada interessante para ela perder parte dos seus ativos em um incêndio, não é mesmo?Por isso, ter um seguro se torna tão importante. Ter um seguro empresarial é garantir um futuro mais seguro para sua empresa. Todo edifício onde uma empresa exerce atividade está sujeito a situações inesperadas. Uma chuva forte, raios, uma falha em algum sistema de segurança. Estes são alguns exemplos de imprevistos dos quais muitos donos de negócio não se dão conta. Muitas vezes, isso ocorre porque imaginam que a chance do acontecimento é extremamente baixa. Os seguros empresariais garantem a recuperação rápida de bens ou de estruturas danificadas que prejudicam o andamento do negócio, sem que o empresário ou sua equipe percam muito tempo sobre aquele problema. Um destelhamento de uma fábrica por conta de ventos fortes, por exemplo, é um acontecimento que exige resposta rápida. Caso contrário, a empresa poderá perder muito tempo e dinheiro até o fim dos devidos reparos.Mesmo se o local não é de sua propriedade, mas alugado, a responsabilidade recai sobre quem atua no imóvel. 

Gostou dessa Publicação?

Compartilhar no facebook
Compartilhe no Facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhe no Twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhe no Linkdin
Compartilhar no pinterest
Compartilhe no Pinterest

Deixe um comentário

Fechar Menu
WhatsApp chat